Blog Homilética - Pr Paulo Grigório



imagem


Tema do Sermão

O sermão deve ter uma única ideia central, que permeie toda a sua estrutura, do início ao fim, e na qual estejam apoiadas todas as partes dele: essa base da pregação é o seu Tema.

Tema do Sermão é a sua coluna vertebral, a sustentação e a essência dele todo, desde a Introdução até a Conclusão - somente assim teremos, verdadeiramente, um sermão.

Sem essa ideia central apenas estaremos jogando para a igreja um monte de pensamentos desconexos, que são difíceis de serem entendidos, e por isso, provoca a alienação das pessoas ao que está sendo falado, que nos abandonam, deixando-nos a falar sozinhos no púlpito...

Esta sensação é terrível para quem está pregando, que sem a sustentação produzida pela atenção da igreja, acaba se perdendo mais ainda, e encerra sua fala frustrado e envergonhado.

Por isto o Tema é tão importante!


Muitos confundem Tema com Título ou Assunto da Pregação



Existe muita confusão em relação à definição de como deve ser um verdadeiro Tema Homilético - a maioria dos pregadores desconhece o formato que deve ter um Tema, confundindo com Título ou Assunto - por isso suas pregações são difíceis de serem acompanhadas, pois não possuem uniformidade e progressividade.

Para que um Tema tenha a força de ser a infraestrutura do sermão, ele necessita ter estas características: expressividade, objetividade e praticidade.

Ele também precisa ser elaborado de tal maneira que proporcione o seu desenvolvimento, através de um encadeamento de ideias que dele se derivem.

O Tema é o segredo do sucesso e a razão do fracasso de uma pregação.

Quer aprender como elaborar facilmente esboços de pregações?


Então, baixe o eBook Grátis Sete Critérios para o Esboço - informe seu e-mail no formulário abaixo - role a página



Pr. Paulo Grigório